Moção de Repúdio ao Executivo pelo atraso no pagamento de salário a funcionários é aprovada

por Pedro Jorge Courbassier publicado 27/11/2019 09h30, última modificação 27/11/2019 13h43
Prefeitura alega queda na arrecadação e adiou o pagamento salarial de novembro. Sindicatos apoiaram a medida dos vereadores municipais, que se reuniram com secretário municipal de Rendas Internas para entender situação e cobrar solução.
Moção de Repúdio ao Executivo pelo atraso no pagamento de salário a funcionários é aprovada

Vereador Naldo Firmino na tribuna

Os vereadores reunidos para a Sessão Legislativa desta terça-feira, dia 26 de novembro, na Câmara Municipal da Estância Turística de Ibiúna, aprovaram a “Moção de Repúdio ao Executivo pelo descaso com os servidores públicos”, de autoria do vereador Antônio Reginaldo Firmino/Naldo Firmino, que já havia concedido entrevista coletiva à imprensa de Ibiúna para explicar a medida.

Votaram a favor da Moção os vereadores Abel Rodrigues de Almeida/Abel do Cupim, Antonio Reginaldo Firmino/Naldo, Armelino Moreira Jr./ Lino Júnior, Claudinei Gabriel Medrado/Claudinho Coragem, Devanir Cândido de Andrade/Deva, Elisangela Ferreira de Souza Soares/Elisangela do Escolar, Gerson Pedroso da Silva, Ismael Martins Pereira, Jair Marmelo Cardoso de Oliveira, Paulo César Dias de Moraes/Paulinho Dias, Pedro Luiz Ferreira/Pedrão da Água, Rodrigo de Lima e Rozi Ap. Domingues Soares Machado. Estavam ausentes no momento da votação os vereadores Charles Guimarães e Carlos Eduardo "Pururuca".

“Considerando que mês a mês esse mesmo transtorno vem acontecendo, ensejo o tamanho da gravidade. Os atrasos dos pagamentos atingem a economia da cidade , e atingem as famílias diretamente, as quais são colocadas em uma situação vergonhosa, que consiste em atrasos das contas e gastos corriqueiros”, diz um dos vários parágrafos de justificativa da moção do vereador Naldo.

Todos os vereadores se mostraram preocupados com a solução. Na mesma terça-feira se reuniram na Câmara Municipal com o secretário municipal de Rendas Internas, João Carlos Vieira Neto, para se aprofundar na problemática, planejar e cobrar soluções.

A Prefeitura de Ibiúna expediu comunicado, assinado pelo secretário geral de Administração, Antônio Francisco de Melo, explicando aos servidores que, “devido a problemas relacionados com a queda da arrecadação, o pagamento dos Servidores Públicos da Secretaria de Educação, referente ao mês de novembro”, seria regularizado até o dia 21. O comunicado pede ainda “desculpas pelos transtornos involuntários causados”.

Sindicatos apoiam – Após a divulgação de que os vereadores se posicionam críticos e preocupados com a irregularidade no pagamento mensal dos servidores públicos, dois sindicatos que representam a categoria na região oficializaram apoio à Moção de Repúdio: o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Roque, Ibiúna, Araçariguama e Região, e o Sindicato dos Professores da Rede Pública Municipal do Ensino da mesma área geográfica. Os ofícios foram lidos durante a Sessão Legislativa.